segunda-feira, 11 de julho de 2005

Era uma vez um bebé...

que tocava em tudo e falava françês?!"

Bolas... que o meu precioso está desenvolvido para a idade, que está muito esperto, que tem uma grande escola, blá blá blá eu já tinha ouvido toda familia e outras pessoas que encontro na rua dizer.... mas daí a falar estrangeiro não esperava...
Eu explico... 2 semanas antes de fazer anos começei a ensaboadela:
- sabes o que a mamã quer para os anos? Um dentinho e que digas "mamã"...
e tentei desesperadamente (confesso que até tentei por hipnose enquanto ele dormia) ensiná-lo a vocalizar a palavrinha mágica.
Fui insistindo, preserverante e... eis senão quando uns 4 dias antes dos meus anos ele diz:
-Babá! Babá-baba-babá...
O meu coração saltou e a esperança acendeu a luzinha! Seria uma tentativa anasalada de chamar por mim?
:-( Nops... 2 dias depois o "B" passou para um "P" distinto e sonante e no dia dos meus anos maravilhava já toda gente com os seus "papá" lindos e eloquentes... ok... é belo ouvi-lo pronunciar qualquer coisa e fico feliz pelo papá mas não podia dizer mamã!? Eu pedi com jeitinho e tudo... :-( bolas... ( bem sempre é melhor que a "mamã dele, moi memmê" cuja primeira palavra foi "cão"!)
Bem ok não foi para os meus anos mas há-de aprender... Insisto... continuo a pedir, a mandar e implorar e até a chantagea-lo!
- Se não dizes mamã não te dou o jantar... (sim... ao que chega o desespero)
Tento convencer-me... ele não diz mamã porque é muito inteligente! Para que chamar alguém que está sempre ao pé? Não fico convencida...
Quando o vejo dizer papá... insisto: mamã! mamã!
O papá também lhe anda a tentar ensinar e...
não é que num belo momento kodak em que estamos os três e tentamos, eu e o pai, insistir: mamã! mamã!, o meu precioso sorri de nos ouvir, faz aqueles guinchinhos lindos e balbucia: mmmmmmm...mo...
e depois com aqueles olhinhos grandes e brilhantes a sorrir, abre a boquinha e exclama:
-mmm... mom papá!
MOM PAPÁ?!
Eu só queria um simples mamã... ou mamamamamamam e ele não só chama pelo pai, como é bilingue a fazê-lo?!
Como diria o calimero- Não é justo!

1 comentário:

  1. As minhas, a primeira palavrinha que disseram foi "mamã"... toma, toma!

    ResponderEliminar