quinta-feira, 19 de janeiro de 2006

Amor não escolhe idades...


É provérbio antigo eu sei mas assim à luz do dia, num espaço público, confesso que me chocou um bocadito ver um casal, ela na casa dos sessentas ele mais para os setentas, completamente enganchados um no outro num banco.
Ela toda recostada para trás (eram os calores Meu Deus os calores!), ele inclinadissimo sobre ela que mais parecia estar a fazer respiração boca a boca. E depois no fim do beijo, sempre e inevitávelmente, ela PEGAVA NUM LENÇO DE PAPEL E PASSAVA PELA BOCA A LIMPAR...
Blarghhhhhhhhh
É pá sei lá se calhar se fossem dois adolescentes eu até me ria e achava piada ao marmelanço, tipo: olha estão a descobrir a sexualidade, mas correndo o risco de soar discriminativa (se calhar sou que querem que faça?!) a verdade é que me fez impressão o espétaculo...
E ele metia a mão debaixo do casaco dela, e ela ria, e ela puxava-lhe a cabeça para o colo e ele deitava... Enfim. Sabem aquelas situações que vos estão a fazer impressão mas que acabam por ser cativados a continuar a olhar?!
Pois, a verdade é que o olhar fugia para lá e não era pelo bonito da cena.:( Se fosse num filme qualquer de Hollywood se calhar dizia:oh tão lindo!
Mas a verdade é que achei tudo menos lindo aqueles propósitos, palavra de honra. A vontade que tinha era de chegar aos srs e perguntar se não estariam melhor num quarto:(
A cena tinha qualquer coisa de Dantesco, de decadênte. Não pelo facto de dois idosos estarem apaixonados mas pelas demonstrações em si, que talvez pela idade me pareciam mais actos de desespero que de carinho. Se calhar sou eu mesmo o problema.. mas assumo... fez-me impressão... se os meus avózinhos ainda têm uma vida sexual activa que bom fico contente... mas que o façam em privado e não num espaço público onde haviam crianças a brincar. ;)
lol - acho que vou ter pesadelos esta noite... 

sexta-feira, 13 de janeiro de 2006

Bob Rafael The Builder





"CAN WE FIX IT?"
Bob the Builder

(Can we fix it?)

Bob the Builder

(Yes we can)

Scoot, muck and Dizzy

And Roly too

Lofty and Wendy

Join the crew

Bob and the gang

have so much fun

Working together

They get the job done
Bob the Builder

(Can we fix it?)

Bob the Builder

(Yes we can)

Bob the Builder

(Can we fix it?)

Bob the Builder

(Yes we can)
Time to get busy

Such a lot to do

Building and fixing

'Til it's good as new

Bob and the gang

They can really be found

Working all day

'Til the sun goes down
Bob the Builder

(Can we fix it?)

Bob the Builder

(Yes we can)

Bob the Builder

(Can we fix it?)

Bob the Builder

(Yes we can)

:) Ás vezes bate uma saudade piolhinho!
A tia sabe que estás bem, que a mamã toma bem conta de ti, e que a avó Lucinda está ai para dar uma ajuda... Mas tenho pena que estejas tão longe! Longe do papá, dos avózinhos Vitor e Rosário, do tio e Pedro e de mim... da tua madrinha...
Vermo-nos nas férias sabe a pouco não é bonequinho?
Sabes a tia esteve agora no blog da Carolina e ela falava lá na tua canção... e a tia ficou nostálgica... a lembrar-se do meu afilhadinho lindo, cópiazinha chapada do papá, a cantar para mim esta canção com um sotaque tão British!!!
;) A tia ainda tem gravado no telemóvel a música sabes? É a música que toca quando a mamã me liga (pena é não tocar muitas vezes, mas a tia sabe que é caro ligar daí).
Fofinho embora não vás lêr esta mensagem, que chegue até ti pelas ondas do pensamento uma sensação muito grande de seres amado, desejado e feliz. Aqui longe, todos nos lembramos muito de ti!
Beijão grande afilhado do meu coração!

terça-feira, 3 de janeiro de 2006

Ano novo, vida nova e outros cliches


:( Este ano novo não está a ser grande coisa.
Ainda só passaram 3 dias e têm sido 3 dias muito deprimentes. (E quem me conheçe sabe que eu até sou muito optimista).
Fim de 2005:
Pressão nervosa por algúns aborrecimentos entre entes queridos;
Xandrinho com diarreia e vómitos;
Dia de Ano-Novo:
Stress+pressão nervosa+aborecimento com comentários menos felizes de algúem próximo= Crise de úlcera péptica... hà cerca de 2 anos que não tinha uma... txs a todos.
Almoço de ano novo cá em casa: xandrinho adoentado, eu nauseada, o meu mano Pedro a fazer diabruras, pressão nervosa para certificar-me que todos estavam bem e sem desconfortos /devido aos tais aborrecimentes), mais alguns comentários menos felizes do mesmo alguém próximo...
Almoço passou-se, a tarde passou-se entre mudar diarreias e estatelar-me com dores de costas e estomago no sofá ( com o xandre por perto ou com o papá mas a chamar a mamã).
Dia 2...
Acordar para limpar diarreias, vómitos, ir ao hóspital com o menino....
Hoje
Acordar para lavar e mudar a cama vomitada, limpar diarreias e decidir ir ao Pediatra com o menino. Ainda bem que fomos... Foi semi-diagnosticado apenas no hospital...
Com tudo isto eu ainda não me sinto bem, doi-me imenso as costas, parece que me andaram a saltar no meio da coluna vertebral, ainda me dói o estomago, a crise acalmou e agora é a estúpida da moinha que já sei cá vai andar uns 3 dias, tenho um peso descumunal nos ombros, deve ser da tensão nervosa acumulada e doi-me a cabeça... Só estou a espera que o Xandre melhore para me dar ao luxo de "cair na cama" :(
E para ajudar a animar este já animado ano novo, acabei de receber uma notícia estúpida e que me abalou... uma amiga muito especial, a quem quero como uma irmã estava grávida de gémeos e teve que abortar. Parece que um dos malandros estava numa trompa.. :( S. estou contigo fofinha... lamento profundamente a dor que deves estar a sentir. Gostava de te ver ou falar contigo pessoalmente... não é que pudesse fazer grande coisa, mas podia estar "lá"... :( E sinto-me muito mal porque nos postais de Natal que te enviei falava nesse teu "novo grande projecto para 2006", e dava os parabéns ao meu afilhadinho pelo maninho que ia ter...
Vou tornar a dizer o que já disse no passado... Gostáva de ter o condão de poder " refazer o puzzle da vida com os que amo e pôr todos felizes".
:(
Still:
Desejo-vos a todos um bom ano de 2006