sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Do cansaço das pré-fèrias

As férias são sempre agridoces por muito boas que sejam. Andam-se semanas o olhar o calendário, a contar dias, a antever o prazer de uns dias fora... Que bom que vai ser, só descanso, brincar com os miudos, namorar, ler... Aproxima-se a data e começam as listas: primeiro mentais, depois em notas no telemóvel ou em agendas: a levar; não esquecer;  a tratar antes de ir; verificar antes de sair de casa.
Este è um processo desgastante. Vamos de fèrias mas não queremos que falte nada do que possamos precisar: não esquecer de levar a loção repelente de mosquitos; já pus na lista os livros de saude dos miudos?
A três dias começamos com a gestão física da coisa: preciso comprar algo? As roupas que vão estão todas limpas?-Claro que não, numa casa com três filhos há sempre roupa para lavar. Abre-se a lavandaria e o estendal da aldeia. Brancos imaculados, cores brilhantes, gangas, pretos. Tudo lavado, tudo a jeito para ser requisitado...tudo a jeito, depois de engomado... enquanto se engoma revê-se a lista... com 2 bebés em casa e um adolescente a  farmácia também vai: analgésicos, anti-piréticos, gel de arnica,penso em spray...De repente lembro-me das brincadeiras... Tá de organizar um saco, 2 baldes de praia uns quantos acessorios, mais as braçadeiras, è melhor também o colete insuflável,  a bóia para ela, se os mais novos podem então o mais velho também leva o colchão. Suspiro olhando a pilha de coisas, até ver virtual, que vamos levar. Antevejo já a conversa do M ao carregar as coisas para a carrinha. - Onde è que queres que ponha isto tudo 'mor? A carrinha não estica! Isto tem mesmo que ir? Oh Sónia, pá assim não dá.
Antevejo-me a tentar não refilar: se achas que è muito para a próxima faz tu as listas e organiza as cosias!
È já um ritual... Faz parte dos nossos papeis. Ele stressa até ver tudo contido na bagageira, eu stresso de o ver stressar.
No fim se contas tudo está em ordem, arrumado, e prontos para seguir- coloquei na lista água fresca para a viagem? È melhor confirmar. 
Verifica-se pela enésima vez se as plantas estão regadas, a tartaruga alimentada, o piriquito tem água suficiente, o peixe já comeu? As janelas estão fechadas... Depois de mais uma ronda saímos finalmente com apenas uma ou duas horas de atraso ao que tínhamos planeado... Passa tudo... O stress dos preparativos, o stress das malas, viva os passeios em família...
Os mais novos não sabem ao que vão. É normal passear e não percebem se vamos longe ou perto.
 - Mae já chegamos!? -Nao Kike, ainda demora. -Mae vamos a "paia"? - Sim filhote vamos... e à piscina também...
- Mae ja chegamos?! -Ui....
Chora um porque quer chucha, chora outro porque quer o telemóvel do irmão, refila o irmão porque a música que está a dar é "um lixo". Refila o pai porque aquilo não são modos de falar.
Sorrio. Adoro este caos. Adoro estar assim, com todos eles juntos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário